O SINDICATO DOS ESCRIVÃES, INSPETORES E INVESTIGADORES DE POLÍCIA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL – UGEIRM, através do Bergamaschi Advogados, propôs ação em desfavor do ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL informando que o Ente Público não vem observando o prazo de validade dos coletes à prova de balas, obrigando os policiais civis a realizarem operações e diligências com coletes vencidos pondo em risco a vida dos servidores.

A Excelentíssima Juíza de Direito, Dra. Marilei Lacerda Menna, deferiu a tutela de urgência à UGEIRM, determinando “[…] que a atuação de agentes da Polícia Civil em operações e diligências somente seja realizada aos servidores policiais civis que detenham coletes especiais à prova de balas com prazo de validade não expirado, afastando, desde já qualquer possibilidade de instauração e punição através de procedimento administrativo disciplinar pela negativa de policiais civis atuarem em operações e diligências com coletes à prova de balas vencidos”.

A decisão repercutiu em todo o País e foi publicada em rede nacional (SBT). Veja mais: https://www.youtube.com/watch?v=03U0BvrVwVA&feature=youtu.be